Todo site em 12x sem juros no cartão de crédito e FRETE GRÁTIS p/ São Paulo capital!!!

Uma volta nos grand crus de chablis

Uma volta nos grand crus de chablis

CHABLIS: 

A volta que daremos hoje é curta, mas de extrema importância para o mundo do vinho. Os Grand Crus de Chablis estão agrupados em uma só colina, ao lado direito da margem do Serein, e sua classificação legal diz que mesmo sendo composto por 7 diferente climats (continuos), apenas é contado como 1 grand cru. A colina em que as vinhas de Grand Cru se assentam se eleva de 100 a 250 graus e muda de exposição algumas vezes também. Vamos tentar entender um pouco de cada Climat e veremos suas nuances. São eles, Blanchot, Bougros, Preuses, Vaudésir, Grenouilles, Valmur, Les Clos. 

 

Blanchot:

Virado a sudeste e com ótima capacidade de drenagem, seus 12.39 ha produzem vinhos florais, finos e que podem ser bebidos jovens na maior parte dos casos. 

 

Bougros:

Grand cru adicionado posteriormente ao início da classificação, em 1938 .São 15.79 ha ha expostos ao sul e ao pé da colina. Vinhos intensos, com muito corpo, fruta madura e mineralidade. Pode ser um pouco rústico mas entrega vinhos de bastante drama. 

 

Preuses:

11.43 ha no alto da colina em uma sessão de calor e ótima exposição ao sol. Solos muito pedregosos. Seus vinhos podem ser ótimos, mas não contam com a espinha dorsal dos melhores grand crus daqui. 

 

Vaudésir:

14.49 ha de vinhas de alta qualidade, inclusive muitos dizem ser o segundo melhor climat. A diversidade de exposições produz diferentes estilos de vinho, portanto é melhor se informar antes de adquirir o vinho de algum produtor e entender de onde ele vem no vinhedo. 

Curiosidade: A maior parte do monopole de 2,35 ha "La Moutonne" do Domaine Long-Depaquit está em Vaudésir. 

 

Grenouilles:

9.38 ha, porém La Chablisienne é dona de quase toda a terra. Esse é o climat de menor elevação, portanto muito perto do rio Serein e é dai que tira seu nome “sapos”. Os vinhos podem ser mais fechados, bastante delicados e com um belo perfume. 

 

Valmur:

11.04 ha de vinha que data os anos 1200, quando era conhecida como Vallemeur. Fica em um pequeno vale fechado, no centro da colina e bem elevado. É um vinho austero, fechado, super mineral e precisa de tempo para alcançar sua glória. 

 

Les Clos:

28.39 ha do sashimi de Chablis, onde alguns dos melhores produtores fazem vinhos que podem rivalizar os melhores do mundo. Exposto a sul e sudoeste, com solos extremamente pedregosos e perfeita drenagem, produz vinhos de opulência, poder, mineralidade e austeridade que encontram a harmonia perfeita com alguns anos de garrafa. 

 

Atrás de um Le Clos magnífico que vai mudar sua vida? Confira os vinhos do Domaine Duplessis em nosso site: https://glouglou.com.br/collections/domaine-duplessis

 

0 comentários 0

Deixe um comentário